OS NOSSOS NÚCLEOS


A estrutura base da FNA é constituída por Núcleos (grupos locais de Escuteiros Adultos).

A Direcção Regional de Lisboa procura activamente aprofundar a importância e a autonomia dos respectivos Núcleos, consciente da diversidade de perspectivas locais, em função, nomeadamente, da sua composição, das áreas de intervenção mais estimadas e dos carismas próprios que naturalmente tendem a caracterizar um Núcleo e que, por essa razão, devem ser devidamente valorizados.


Impulsionar a participação dos associados da Região na vida da FNA, tanto a nível Regional como Nacional, é uma das nossas missões. 


Contudo, uma Direcção Regional não pode nem deve (e não pretende) substituir-se às Direcções de Núcleo, as quais deverão ter sempre presente a sua responsabilidade primordial enquanto dinamizadoras originárias da acção e do crescimento locais dos respectivos Núcleos.


EXPANSÃO

A Direcção Regional de Lisboa está apostada no desenvolvimento de um plano de expansão regional, através da reactivação de núcleos ou da filiação de outros novos, preferencialmente:

  • em articulação com grupos informais de antigos escuteiros que se disponham a considerar integrar um projecto desta natureza; ou 
  • em conjunto com os agrupamentos do CNE que se encontrem informados da natureza e objecto da FNA e tenham identificados Caminheiros em situação de partida ou outros antigos escuteiros potencialmente interessados numa experiência escutista adulta.

A partir da acção conjunta dos Núcleos e da sua Direcção Regional é premente assumir e preparar o desafio dos novos Estatuto da FNA, em particular no que concerne à admissão de associados que não realizaram anteriormente um percurso escutista no CNE. 

A FNA irá definir e implementar a nível nacional os instrumentos necessários que permitam acolher e (in)formar devidamente todos quantos nos procurem para uma vivência escutista adulta, encontrando-se a Região de Lisboa integralmente disponível para apoiar os Órgãos Nacionais e a equipa de Formadores naquela tarefa.